Notícias

Skip Navigation LinksHome > Notícias > TRABALHADORES DA EBC REJEITAM ACORDO NA ASSEMBLEIA DE HOJE À TARDE
quarta-feira, 29 de novembro de 2017

TRABALHADORES DA EBC REJEITAM ACORDO NA ASSEMBLEIA DE HOJE À TARDE


A greve da EBC (Empresa Brasil de Comunicação) já dura quatorze dias e é uma vitória para os Radialistas, nesta atual conjuntura. Um ataque brutal sobre as categorias vem sendo arquitetado com a Reforma Trabalhista. A luta é também contra o governo Temer. São quatro praças (São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal e Maranhão) com 2.500 trabalhadores. As assembleias ocorrem dentro da empresa, utilizando o equipamento de videoconferência, o que possibilita a interação entre os trabalhadores de todos os estados. A última assembleia ocorrida hoje (29/11) contou com a presença de 400 trabalhadores, quando foi  rejeitado o acordo proposto pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho).

 O Tribunal tenta negociar ao máximo  com uma clara tendência para o lado patronal. Foi feita a proposta  de manter o acordo anterior, compensar os dias parados  com adição de duas horas diárias à jornada de trabalho, com o prazo de 120 dias para fazer a compensação e reajuste zero. A categoria rejeitou e fez a contraproposta de manter o acordo anterior, abonar os dias parados e receber o reajuste da inflação de 1,83%.

O acordo anterior inclui várias cláusulas conquistadas ao longo dos anos, como dois vales alimentação extra em junho e dezembro (cada vale é de R$ 1.057), que a empresa queria retirar.  No início da greve os trabalhadores reivindicavam 6,5%de reajuste, que passou para 4,5% mais tarde.  Pediam também que fosse mantida a homologação nos sindicatos e a taxa assistencial para todos os trabalhadores. A empresa quer manter só para os associados.  Os patrões queriam cortar o quinquênio e o anuênio que estão previstos na Convenção Coletiva de Trabalho.

“Sabíamos que ia ser uma discussão difícil e que a empresa ia querer retirar direitos. Se conseguirmos manter o acordo anterior será uma vitória. O posicionamento do Tribunal vai servir de parâmetro para as outras categorias”, declarou Sérgio Ipoldo  Guimarães, da TV Cultura e coordenador do Sindicato dos Radialistas de São Paulo ( SINRAD/SP). A próxima assembleia será na sexta-feira (01/12), às 13:30h, quando será apresentada a nova proposta dos patrões.

 

 


Seminário Reforma Trabalhista e Negociação Coletiva

assista o vídeo
.
.