Notícias

Skip Navigation LinksHome > Notícias > COM 62,4%, ENDIVIDAMENTO DE FAMÍLIAS BRASILEIRAS ATINGE MAIOR PATAMAR DESDE 2015
sexta-feira, 5 de abril de 2019

COM 62,4%, ENDIVIDAMENTO DE FAMÍLIAS BRASILEIRAS ATINGE MAIOR PATAMAR DESDE 2015


O percentual de famílias brasileiras com dívidas, atrasadas ou não, pulou para 62,4% em março deste ano e é o maior desde setembro de 2015. O maior vilão é o cartão de crédito. Quase 80% das famílias citam o cartão como a principal dívida.

As outras dívidas, de acordo com dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, divulgada nesta quinta-feira (4), pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), são dívidas com cheque pré-datado, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal e prestação de carro.

Já os percentuais de famílias inadimplentes, aquelas que têm dívidas ou contas em atraso, ficou em 23,4% em março deste ano contra 23,1% do mês anterior; e o das que declararam não ter condições de pagar suas contas ou dívidas em atraso aumentou de 9,2% em fevereiro para 9,4% em março deste ano.

Endividamento por faixa de renda

A análise das faixas de renda pesquisadas mostra que entre os que ganham até dez salários mínimos, o percentual de famílias com dívidas foi de 63,5% em março de 2019 contra 62,4% em fevereiro.

Entre os que têm renda de mais de dez salários mínimos, o percentual de famílias endividadas ficou estável entre fevereiro e março de 2019, em 58,3%.

O maior vilão

O cartão de crédito foi apontado como um dos principais tipos de dívida por 78% das famílias endividadas, seguido por carnês (14,4%), e, em terceiro, por financiamento de carro, 10%.

 

Para as famílias com renda até dez salários mínimos, o cartão de crédito responde por 78,5% do endividamento; os carnês, por 15,4%; e o crédito pessoal e financiamento de carro, por 8,0%.

Já para famílias com renda acima de dez salários mínimos, os principais tipos de dívida apontados em março de 2019 foram: cartão de crédito (75,9%), financiamento de carro (19,4%) e financiamento de casa (17,3%).

A Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic Nacional) é apurada mensalmente pela CNC desde janeiro de 2010. Os dados são coletados em todas as capitais dos Estados e no Distrito Federal, com cerca de 18 mil consumidores.

 

Fonte: CUT

 

 


Seminário Reforma Trabalhista e Negociação Coletiva

assista o vídeo
.
.